Rituais

Para lá do horizonte
Data/Hora: 14 nov 2018 04:41

Os Horários são TMG [ DST ]




Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 3 mensagens ] 
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 08 abr 2007 21:43 
Desligado
Coordenadores
Avatar do Utilizador

Registado: 03 nov 2005 02:10
Mensagens: 2810
Localização: Lisboa e Caldas da Rainha/Portugal
Equipamento - Pranchas de Desatascamento

Introdução
As pranchas de desatascamento são fundamentais para quem vai viajar por desertos de areia. Quando o carro se enterra na areia, as pranchas são por regra a forma mais fácil de o tirar. Primeiro começa-se por libertar o chassis e as rodas da areia que o travam. Depois aplana-se o terreno em frente às quatro rodas, criando uma pista onde irão assentar as pranchas. Desta forma cria-se um suporte consistente para que o carro possa arrancar e ganhar a velocidade inicial de que necessita para conseguir progredir na areia. E para que o faça de forma eficaz, todos os braços são poucos para empurrar o carro durante o arranque.

Tipos de materiais e formatos
Há pranchas de ferro, duro alumínio, matérias plásticas e outros, conforme a capacidade de improviso de cada utilizador.

Ferro: As de ferro são bem mais pesadas. São mais rígidas e eventualmente mais resistentes.

Duro alumínio: As de duro alumínio são mais leves que as de ferro, mas também mais caras. Na minha opinião estas são a melhor escolha.

Compositos de fibra: Vibra de vidro, kevlar etc. Muito leves e muitissimo mais caras que qualquer outra opção. Por regra são utilizadas por equipas em competição que dispõem de orçamentos robustos.

Improvisadas: As pranchas improvisadas, por exemplo com secções de andaime e outros materiais, não são uma boa escolha. São normalmente desadequadas para o objectivo e podem causar outros problemas como por exemplo, um desgaste prematuro dos pneus ou mesmo a sua inutilização.

Articuladas: Pelo que tenho lido há umas pranchas articuladas que se assemelham às lagartas de um carro de combate. Adaptam-se bem ao terreno. Mas até ao momento ainda não as vi à venda em qualquer casa da especialidade.

Colocação
Voltemos então às pranchas metálicas, que são as mais comuns. Devem ser presas ao carro, em local de muito fácil acesso e de maneira que possam ser manuseadas de forma autónoma, ou seja, sem grandes complicações.
Normalmente são suportadas num tejadilho (“Roof Rack”), no qual se fazem dois furos, em cada um dos quais é aparafusado um espigão de rosca. Há quem meta um sino bloco para dar alguma flexibilidade ao conjunto.
As pranchas são então colocadas nos espigões, no local dos furos da própria prancha ou em furos feitos nestas especialmente para este efeito. Depois são fixadas com porcas de orelhas que enroscam nos espigões. Há ainda quem ponha também umas “bolachas” de plástico, entre a prancha e a porca de orelhas, para travar o conjunto, o que será fundamental no caso de se querer aproveitar os furos da própria prancha.

Segurança
É preciso tomar toda a atenção quando a viatura arranca, suportada nas pranchas. Estas poderão ser projectadas com violência, no sentido contrário aquele em que o carro se movimenta. Nunca deverá ficar na sua trajectória.

Dicas

Pranchas tortas: Por vezes, com a utilização, as pranchas ficam curvas. Além de dificultar a sua utilização, pode até acontecer que não se consigam encaixar os espigões de rosca nos furos.
A melhor forma de corrigir o problema é encontrar um lugar plano e se possível consistente, colocar a prancha torta no chão com o lado convexo voltado para cima e passar-lhes com as rodas do carro por cima.

Recuperação das pranchas: Depois da viatura arrancar, normalmente as pranchas ficam enterradas na areia. Muitas vezes é até difícil localiza-las, uma vez que quem está fora do carro tem a atenção focada na sua libertação e por isso facilmente perde as referências de localização das pranchas. Por isso é uma boa prática amarrar num dos extremos de cada prancha, uma cinta estreita e colorida com cerca de um metro e meio. Desta forma, mesmo que a prancha fique enterrada na areia, a cinta irá facilitar a sua localização.


Editado pela última vez por palves em 10 mai 2007 13:50, num total de 1 vez.

Topo
 Perfil  
 
 Assunto da Mensagem:
MensagemEnviado: 10 mai 2007 11:16 
Desligado
Membros
Avatar do Utilizador

Registado: 07 nov 2006 14:03
Mensagens: 46
Localização: Lisboa/Portugal
Paulo para alem do que escreveste... que como de costume está ****, nos tipos de pranchas/materiais lembrei-me das de materiais compositos fibra (vidro, kevlar etç).
Será que alguem ja experimentou as de fibra com textura em favo de abelha e quer partilhar a opinião?


Topo
 Perfil  
 
 Assunto da Mensagem: Fibras
MensagemEnviado: 10 mai 2007 13:53 
Desligado
Coordenadores
Avatar do Utilizador

Registado: 03 nov 2005 02:10
Mensagens: 2810
Localização: Lisboa e Caldas da Rainha/Portugal
PFNunes Escreveu:
Paulo para alem do que escreveste... que como de costume está ****,

Mas agora com a tua dica ficou ***** :D

PFNunes Escreveu:
nos tipos de pranchas/materiais lembrei-me das de materiais compositos fibra (vidro, kevlar etç).
Será que alguem ja experimentou as de fibra com textura em favo de abelha e quer partilhar a opinião?

Boa malha! Alterei o texto. Vê lá se concordas e se queres acrescentar alguma coisa.

_________________
Paulo Alves
Estar longe é estar (des)perto!


Topo
 Perfil  
 
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 3 mensagens ] 

Os Horários são TMG [ DST ]


Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por phpBB Portugal